5 razões para um banco recusar o Crédito

Razões para o crédito ser recusado

Ter acesso a um crédito, seja ele de que natureza for, nem sempre é fácil, uma vez que diversos são os requisitos que lhe são exigidos para que esse crédito lhe seja aprovado.

Listamos-lhe as principais razões que poderão levar um banco a recusar-lhe o crédito. Ao conhecê-las, poderá tentar rectificar qualquer situação menos vantajosa em que esteja envolvido, de modo a melhorar as suas probabilidades de vir a ter acesso ao financiamento que tanto deseja. 

1. A idade de quem faz o pedido do Crédito

A idade representa um dos principais condicionantes no processo de pedido de crédito. Infelizmente, todos os bancos impõem limites na idade a que pode ter acesso a um crédito, seja ele de que natureza for. A explicação é, porém, muito simples: se já tiver uma idade muito avançada não conseguirá devolver à instituição bancária o dinheiro que lhe foi emprestado. Este limite poderá variar consideravelmente consoante o banco, tipo de crédito e prazos de pagamento pretendidos. 

2. O seu histórico de incumprimento

Se está listado como incumpridor na base de dados do Banco de Portugal, não poderá ter acesso a um novo crédito. Poderá, no entanto, conseguir o crédito que pretender assim que rectificar a situação e pagar tudo aquilo que deve. 

3. O seu contrato de trabalho

A sua situação profissional será um dos principais factores a serem levados em conta no momento do banco decidir se lhe concede ou não o crédito pretendido. Um contrato profissional instável e um historial profissional questionável podem facilmente fazer com que o seu pedido de crédito lhe seja recusado. Como seria de se esperar, os bancos preferem clientes com bons contratos de trabalho, que consigam transmitir a confiança de que daqui a 10 anos o devedor ainda estará a trabalhar e apto para pagar. 

Poderá ter interesse:  Crédito para Obras

4. Loan-To-Value (LVT)

O Loan-To-Value é um termo referente ao rácio entre o valor do empréstimo e o valor do bem que pretende adquirir. Esta métrica é particularmente importante nos Créditos Habitação. Também conhecida como “rácio financiamento garantia”, costuma ser avaliada da seguinte forma:

LTV (%) = Montante do Empréstimo / Valor da Garantia
Imaginemos que vai comprar uma casa no valor de 250 mil euros e precisa de um empréstimo de 50 mil euros. Neste caso, para determinar o LVT deverá fazer o seguinte cálculo:

LTV (%) = 200.000 / 250.000€ = 80%
Quanto mais elevado for o seu LVT maiores são as probabilidades do empréstimo lhe ser recusado. 

5. Histórico bancário

Ter a sua situação bancária regularizada não implica acesso automático ao crédito que pretende. Mesmo que não se encontre actualmente em situação de incumprimento, um histórico bancário problemático pode contribuir para que um banco não lhe queira conceder um empréstimo. Imaginemos que já diversas vezes no passado entrou em situação de incumprimento. Isto poderá ser o suficiente para ver o seu pedido de crédito rejeitado, uma vez que os bancos circulam informação entre si, e mesmo que os seus incidentes tenham acontecido com outra instituição bancária, qualquer banco a que tente pedir um crédito conseguirá descobrir se é ou não um mau pagador. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *