Crédito para estudantes: a oferta para 2023

crédito para estudantes

O crédito para estudantes é, muitas vezes, a única solução para quem pretende seguir uma vida académica, mas sem possuir condições financeiras para tal. Todos sabemos que estudar é caro, e em Portugal há diversas famílias que não conseguem suportar tal despesa. Assim, os créditos para estudantes existem como uma alternativa viável, pois possuem juros tendencialmente mais baixos que outros tipos de financiamentos, e além disso só começam a ser pagos após o estudante concluir o seu percurso formativo.

A oferta destes créditos destinados a estudantes é relativamente variada. Como tal, reunimos algumas alternativas que os interessados devem ter em conta, provenientes de entidades financeiras distintas.

Crédito para estudantes: Santander

O Crédito Pessoal para estudar do Santander permite financiar os estudos dos clientes, independentemente de se tratar de formação académica ou profissional. Além disso, é válido quer em Portugal, quer no estrangeiro. O montante solicitado pode ser usado para cobrir os custos relacionados com inscrição e propinas numa licenciatura, pós-graduação, mestrado, doutoramento, curso técnico-profissional, entre outros, seja no ensino público ou no privado. O montante financiado pode ir dos 1000€ aos 50000€, a TAEG situa-se nos 4,1%, e o prazo de pagamento é de 2 a 8 anos. O período de carência pode ascender aos 4 anos, durante o qual apenas pagará o valor correspondente aos juros.

Crédito para estudantes: Caixa Geral de Depósitos

O Crediformação Caixa destina-se a estudantes candidatos a cursos do ensino secundário ou técnico profissionais, licenciaturas, pós graduações, mestrados, doutoramentos, entre outros cursos. O valor financiado, que vai de 5000€ a 60000€, pode ser utilizado para pagar propinas no ensino público ou privado, em Portugal e no estrangeiro, assim como material informático ou outro, desde que associado à formação. O prazo de pagamento situa-se entre 1 e 10 anos, sendo a taxa de juro fixa ou indexada à Euribor a 12 meses, acrescida de spread. Até à conclusão dos estudos as prestações mensais incluem apenas o pagamento de juros.

Poderá ter interesse:  Como Pedir Moratória bancárias no âmbito COVID-19

Crédito para estudantes: Banco CTT

O Crédito Pessoal para Educação do Banco CTT assemelha-se em muitos aspetos às ofertas atrás mencionadas. O único documento exigido para comprovar a frequência de um estabelecimento de ensino é o Registo de Matrícula. O montante financiado começa nos 1000€ e pode ascender aos 50000€, e a sua utilização inclui o pagamento quer de propinas, quer de material informático e outro de apoio à formação. Com uma TAEG desde 5,8%, o prazo de reembolso pode variar entre os 2 e os 10 anos. Existe ainda a possibilidade do estudante subscrever um seguro, se assim o entender.

Crédito para estudantes: Banco Montepio

Por fim temos o chamado Crédito Formação do Banco Montepio. Esta entidade exige a apresentação de comprovativos das despesas a efetuar, com o valor total do curso e o respetivo plano de pagamentos. Além disso, obriga à subscrição de um seguro de vida. O montante passível de ser financiado varia entre os 1000€ e os 50000€, com taxa de juro fixa durante o prazo de pagamento contratado, que pode ser de até 10 anos no caso de uma licenciatura, ou de 7 anos se estivermos a falar de uma pós graduação, especialização, mestrado, doutoramento, MBA, entre outros cursos de valorização profissional. Mais uma vez, o pagamento tem início apenas quando a formação chegar ao fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *