O que é um intermediário de Crédito? Porquê confirmar sempre

intermediários de crédito

O intermediário de crédito é a pessoa, singular ou colectiva, encarregue de facilitar o entendimento entre o cliente e as instituições financeiras(um mediador autorizado).

O objectivo destas entidades é tratarem de todo o processo de concessão de crédito, de modo a permitir ao cliente usufruir de condições vantajosas da forma mais rápida e cómoda possível.

Os Intermediários de crédito não são absolutamente necessários, mas podem tornar todo o processo de pedido de empréstimo muito mais simples e ajudá-lo a contornar qualquer obstáculo com o qual possa vir a deparar-se. Tipicamente, os intermediários de crédito, podem ajudá-lo das seguintes formas:

  • Apresentando-lhe contratos que possam ser do seu interesse: Estando a par daquilo que procura e das suas possibilidades financeiras, o intermediário de crédito tentará encontrar soluções de crédito à sua medida. Fará por si todo o trabalho de pesquisa, apresentando-lhe no final as alternativas que considera ser mais vantajosas para si.
  • Prestando-lhe assistência e consultoria: Um intermediário de crédito colocar-se-á ao seu dispor para esclarecer-lhe qualquer dúvida que possa ter durante todo este processo, bem como para prepará-lo para lidar com todas as questões relacionadas com a celebração de contratos de crédito.
    Ao recorrer a um bom intermediário, poderá contar com um processo de pedido de crédito mais rápido e simplificado, assistência contínua e até taxas de juro mais baixas do que aquelas a que teria acesso caso negociasse directamente com as instituições financeiras.

Confirmar se um intermediário é fidedigno

Não deverá confiar em qualquer pessoa que se apresente como intermediário de crédito. Antes de mais, é importante perceber que um intermediário não lhe pode conceder créditos, nem sequer a comercializar qualquer tipo de serviço bancário. O intermediário apenas pode mediar o contacto entre o banco e o cliente. Ou seja, ajudá-lo no processo de negociação. Em vez de lidar directamente com o banco, o intermediário actua como seu representante e efectua toda a negociação por si, de acordo com as suas direcções. Portanto, se algum dia se deparar com um suposto intermediário que queira conceder-lhe directamente um crédito, corte de imediato contacto com o mesmo e apresente queixa junto do Banco de Portugal.

Poderá ter interesse:  Prestação média do Crédito habitação sobe 106 euros num ano

Ao contratar um intermediário, é importante nunca se esquecer que o empréstimo que receber virá sempre da parte de uma instituição financeira, e nunca do intermediário. O intermediário pode facilitar certos aspectos deste processo, mas não deixa de estar limitado às condições que o banco está disposto a oferecer. Ou seja, nenhum intermediário lhe pode oferecer soluções milagrosas para os seus problemas, e sempre que lhe forem feitas promessas de dinheiro fácil, deverá desconfiar.

Todos os intermediários de crédito precisam da autorização do Banco de Portugal para poderem exercer actividade. É ilegal iniciarem qualquer tipo de actividade nessa área sem que esta autorização lhes seja concedida. Portanto, antes de pedir a assistência de um intermediário de crédito, é extremamente importante que se certifique de que o mesmo é legítimo e tem licença para exercer a sua actividade. Felizmente para si, verificar a fidedignidade de uma entidade de intermediação é bastante simples, bastando para isso consultar a lista de intermediários de crédito autorizados no site do Banco de Portugal.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *